Páginas

sábado, 21 de junho de 2014

Os melhores covers do Youtube

Primeiramente, gostaria de deixar claro que essa seleção é única e exclusivamente de acordo com meu gosto pessoal e que não há uma ordem certa de preferência, como se fosse um pódio. Eu amo música, e por isso também amo usar o Youtube como principal ferramenta para achar coisas novas e artistas incríveis, que muitas vezes não recebem o devido reconhecimento. É simplesmente incrível ver canções que apreciamos em vozes de outros artistas (às vezes trocando o vocal feminino para o masculino e vice versa, ou simplesmente cantando à sua maneira). O cover jamais será melhor que o original, e o contrário tampouco. As versões são simplesmente diferentes e únicas, e é por isso que não existem melhores ou piores, mas algumas que nos agradam mais que outras. 

Sia - my love


Eu infelizmente não sei qual impressionante artista é dona dessa voz, mas esse cover é um dos meus favoritos. A música My love da Sia já havia sido comentada por mim no blog, e agora aqui está uma versão incrível e um pouco mais intensa do que a original. O vídeo também é lindo: uma junção de imagens do filme A noiva cadáver, mais uma das preciosidades de Tim Burton

Marry me - Train


Marry me é uma música maravilhosa e perfeita para casamentos (por que será?). Extremamente romântica e delicada, a música já me conquistava em sua versão original, pertence ao Train. Mas esse cover tem suas particularidades: uma voz feminina, mais suave e absolutamente adorável.

Tears don't Fall (Bullet For My Valentine) / I hate everything about you (Three Days Grace)



Ambos os vídeos são de Kayleigh Kokkinos e no seu canal podemos encontrar outros igualmente bons. Bullet for My Valentine é uma banda excelente e eu adoro as versões em acústico das músicas, que nos fazem perceber a sensibilidade da canção e das letras. Já Three Days Grace é definitivamente uma das bandas de que eu mais gosto, e essa música principalmente. A voz de Kayleigh é maravilhosa e de tirar o fôlego. Eu particularmente sou apaixonada por vozes roucas como a dela

I can't make you love me - Bonnie Raitt


I can't make you love me é uma música consagrada de Bonnie Raitt e escolhida por muitos para covers. Esse é um dos casos que o cover me agrada mais do que a original. Os dois juntos tem uma sincronia perfeita e a voz da garota é maravilhosa (sem falar na sua afinação e outros aspectos notáveis). A versão ficou ainda mais delicada e romântica e transmite exatamente a dor que a canção pretende passar. 

Asleep - The Smiths


Essa é uma das músicas mais tristes e belas de todos os tempos. A original do The Smiths é incrível e um tanto quanto mais fúnebre e profunda do que a versão que lhes apresento, da Emily Browning. Mas o que me conquistou nessa versão (muito mais que a original) é a delicadeza nela presente. A voz de Emily é leve e nos leva aos mais diversos lugares com uma única fechada de olhos. Até mesmo o arranjo é mais simples e inocente, criando um grande contraste com a letra carregada de tristeza e emoção da música. É uma canção de despedida, mas esse cover me faz pensar que nem tudo é inteiramente amargo como a canção original transmite; às vezes, algumas amarguras são doces demais. 

Love will tear us apart - Joy Division


Love will tear us apart é outra música incrível, original do Joy Division. Nesse caso minha escolha é sem nem pensar duas vezes: o cover definitivamente me conquistou. A música original trata de um assunto bastante triste, mas com um ritmo mais animado, o que definitivamente, para mim, não comportou o que a música pede. A versão de Susanna and the Magical Orchestra não só é incrivelmente bela e intensa, como nos passa emoções tão fortes que chega a arrancar lágrimas. O vocal é impecável (simples, suave, triste como a letra da canção) e o arranjo é fascinante. Esse cover é um dos melhores trabalhos que já vi, porque transforma completamente a canção e dá a ela uma nova feição. Ouvi-lo nos traz emoções totalmente diferentes do que quando ouvimos a canção original, e faz dessa música outras das músicas mais belas e tristes de todos os tempos.

Colorblind (Counting Crows) / That's the truth (Mcfly) / What hurts the most (Rascal Flatts) / Heaven (Bryan Adams)





Hannah Trigwell é uma das melhores no que faz, e seus covers não se comparam ao de outras cantores que, muitas vezes, fazem muito mais sucesso do que ela (mesmo no Youtube). De qualquer forma, não importa. Tenho certeza de que ela está exatamente onde deveria estar, e é dona de uma voz única e um talento inigualável. E para minha alegria, seus covers são, na maioria, de músicas que adoro. No seu canal é possível encontrar versões ótimas e viciantes, como as acima. A primeira música, Colorblind, é de uma banda adorável chamada Counting Crows (que é conhecida principalmente pelas músicas que pertencem à trilha sonora do filme Shrek). Colorblind é uma música triste, parada, um tanto quanto depressiva e com uma letra que poucos são capazes de interpretar (a maioria simplesmente julga como sem sentido). Os sentimentos que a música passam são indescritíveis e serão abordados melhor por mim numa próxima postagem especial sobre Counting Crows. A segunda música é That's the truth, do Mcfly, uma banda cheia de músicas românticas e que grudam na cabeça. A versão de Hannah é mais delicada e simples que a original, e por isso mesmo é capaz de passar muita emoção. Já a terceira é de Rascal Flatts e uma música que é completa (a letra, a sonoridade, o vocal... tudo se encaixa perfeitamente). E por último Heaven, do Bryan Adams, uma música lindíssima e muito romântica. Bryan Adams é dono de algumas das melhores músicas de amor que fizeram e fazem muito sucesso. Eu amo tanto o cover quanto a original; a música nos faz sentir vontade de nos apaixonarmos!

Lie to me (Red) / World so Cold (Three Days Grace) / Perfect (Hedley)




Ophéliane é dona do meu canal preferido do youtube e é uma das vozes mais únicas e incríveis que já ouvi. Sinceramente, não sei por que ela não é conhecida por todos e aclamada pelo seu talento descomunal, que não se compara aos lixos industriais que temos acesso na música nos dias de hoje. Mas ela possui fãs fiéis que sempre a acompanham e torcem por ela, assim como eu, que a ouvem mesmo depois de tantos anos. Seu último vídeo foi há 3 meses e alguns são de até 5 anos atrás. Ela já fez covers de inúmeras músicas muito boas (e que eu adoro). Qualquer música se transforma quando em posse dessa menina impressionante: ganham uma delicadeza imensa e muita carga emocional. Eu quase não tenho palavras para descrever o que ouvi-la significa para mim. E confesso ter sido muito difícil selecionar apenas alguns dos seus covers, quando todos parecem tão bons. Lie to me é uma música do Red (outra banda que merece um post exclusivo) e que ganha uma nova face: uma versão mais sombria e bastante intensa. World so Cold é outra música de Three Days Grace, com uma letra incrível e completamente diferente e nova na voz de Ophéliane. Perfect é uma música do Hedley simplesmente encantadora, que fica ainda mais adorável com essa voz indescritível e delicadíssima.

I can Barely Say (The Fray) 


E por fim a minha favorita, I can Barely Say do The Fray (como explicar o quanto os amo?). A música é linda em ambas as versões (original e cover) e não me canso de ouvi-las. Aliás, a música se encaixa perfeitamente no momento que estou passando, de estar de volta ao seu lar e querer ficar ali. E eu irei querer ficar para sempre...

Nenhum comentário:

Postar um comentário