Páginas

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Chouchou e Never the Strangers



O que há de comum entre essas bandas? À primeira vista, nada. Com estilos completamente diferentes, sendo uma originária do Japão e outra das Filipinas, não haveria por que colocá-las juntas numa única postagem sem motivo algum. 
Mas elas têm mais em comum do que inicialmente aparentam. Ambas foram encontradas por mim por mais mero acaso, ambas são bem pouco conhecidas (por aqui, eu diria que nada) e ambas pareceram se esconder de mim quanto mais eu procurava. Tente pesquisar um desses nomes e veja que os resultados (principalmente os satisfatórios) são pouquíssimos. Por isso foi com grande dificuldade que encontrei poucas e básicas informações sobre cada uma, mas já tinha encontrado o que me interessava: as canções. 
Há outra semelhança entre as duas, que é a doçura das músicas (tanto na melodia, quanto na letra). Chouchou, como dito anteriormente, é uma banda japonesa formada no mundo virtual (SecondLife) e buscam novas possibilidades de música. É bastante compreensível, já que eles inovam na sonoridade e nos vocais. Algumas canções são tão estranhas a nossos ouvidos que nos dão uma experiência completamente nova. Para aqueles que gostam de música e gostam principalmente de senti-la, é realmente incrível sentir tantas coisas diferentes e novas ao ouvir o som deles. E algumas músicas são tão lindas que nos emocionam. 
Never the Strangers (que meio que é o contrário do nome do meu blog) foi formada em 2006 e vem das Filipinas. O grupo era incialmente conhecido como Leonecast, mas depois de uma série de mudanças nos membros da banda, acabaram decidindo mudar o nome e adotar o atual. O nome da banda significa um novo começo para a banda e para o cenário musical local. E ainda encontrei a seguinte frase, que me deixou bastante impressionada: "ninguém é nem nunca será estranho ao outro na música". Por fim, as canções deles são bastante românticas e bonitas. Também arrancam lágrimas dos olhos!
Espero que quem curta coisas novas e principalmente músicas românticas e sensíveis, tenham interesse em procurar mais sobre as bandas e gostem tanto quanto eu! 


Chouchou

 
 

Never the strangers


 

E agora minhas preferidas (e as mais conhecidas dos dois grupos):



Nenhum comentário:

Postar um comentário