Páginas

domingo, 6 de julho de 2014

Holly Henry


Holly Henry é uma cantora estadunidense de 19 anos que participou do programa de talentos The Voice EUA. Não foi a vencedora, mas conquistou muitos fãs que a acompanham em sua carreira musical e principalmente através do Twitter.



Apesar de ser uma apreciadora de shows de talentos e do programa The Voice particularmente, não fui capaz de acompanhá-la enquanto ainda participava; cheguei a ver uma única apresentação, cantando Creep do Radiohead. Devo assumir: odiei a apresentação. Provavelmente ela não estava em seu melhor dia, ou não era adequada para a canção, ou simplesmente ninguém pareça bom interpretando essa música tão incrível quanto o vocalista do Radiohead. De qualquer forma, algum tempo depois de sua eliminação do programa revi por um acaso essa mesma apresentação e me interessei pela voz dela, que é inegavelmente incomum. Então decidi procurar mais sobre o trabalho dela e o que encontrei de fato me agradou bastante!



Ela tem covers muito aclamados pelos fãs, mas eu não acho que se comparem às suas canções autorais. São perfeitas para o seu tipo de voz! Músicas calmas, relaxantes e talvez até melancólicas, extremamente sensíveis e delicadas. Poucas cantoras são capazes de transmitir sensações tão agradáveis e doces com o simples som da voz, como Vanessa Carlton e Regina Spektor (das quais falarei em breve) e, certamente, Holly.


Holly não é muito conhecida pelas massas, mas tem fãs fiéis. E acredito que nunca caia nas graças do povão: o pop apreciado pela maioria esmagadora é aquele comercial, que segue tendências e que tem mais batidas do que talento. Pop não é minha praia e isso é evidente, o que torna um pouco difícil não falar mal desse estilo musical. Mas existem alguns artistas em particular que merecem respeito e admiração e que fazem música boa, acima de qualquer classificação. Então, retornando ao ponto de partida, é raro que um desses artistas mais alternativos ganhem espaço entre as massas (como no caso da Lana Del Rey, que no início da carreira era criticada por sua música em todos os aspectos e agora é aclamada pelo povo).


E aqui fica um aviso importante: se você é uma daquelas pessoas que acham as músicas da Lana, por exemplo, músicas de dormir... Não ouse ouvir Holly Henry! As músicas são realmente paradonas, muito tranquilas e sensíveis de forma que não são apreciadas por qualquer um.
Para um dia, uma semana, um mês mais relaxante... Aqui vamos nós!

Katie



Katie, você tem o mundo inteiro, poderia muito bem ser feliz
Katie, você está ocupada morrendo, poderia muito bem ser feliz
Envie um cartão para seu pai. Ele sente falta de quando ele segurou-lhe
E aquele antigo namorado, a quem você enganou
Ele ainda conhece o cheiro de seu quarto
Nós somos imperfeitos, que coisa linda a ser
Você é apenas uma pessoa, a vida é a fragilidade
Katie, você está sempre praticando o seu autógrafo em cadernos
Você queria ser famosa
Ter sua fotografia em livros
Você saiu de casa com o seu bilhete e sua mente cor de rosa
E a cidade faz você se sentir solitária, mas você aprendeu a não se importar
Katie, você nem sempre pode ser quem você quer ser
Mas katie, você tem o mundo inteiro, poderia muito bem ser feliz

More Than Nothing


Você fala como um poema de suicídio
Aberto e cansado de tentar agradar a todos
Você beija como se não precisasse respirar
Amarrado ao meu quadro como o meu nome entre seus dentes
Você sorri como se fosse uma criança
Com os olhos tão surpresos com a felicidade dentro
Você pensa como um coração de poeta
Inspirado, mas cansado de palavras acabando contigo
Você olha através de mim como um fantasma
Assustador, você está assombrando minha alma quando me viro para ir
Você ama como nunca amou a todos
Você está aberto, ininterrupto... incapaz de fazer paredes
Mas você é mais do que nada, amor
Você é tudo que eu quero

Secrets Spoken


Segredos falados matam mais corações do que a morte

Já é possível imaginar o quão difícil é selecionar tão poucas músicas, mas necessário. Secrets Spoken é minha preferida. Parece nos levar a outra dimensão! De qualquer forma, espero que todos sejam capazes de ter uma cabeça aberta o suficiente para apreciar estilos diferentes do seu usual, abrir sua mente e seus sentimentos às sensações incríveis que a música pode nos proporcionar e sempre estar apto a coisas novas, apoiando artistas que merecem, principalmente por serem capazes de transmitir tantas coisas boas em poucos minutos de ondas sonoras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário