Páginas

sábado, 24 de dezembro de 2016

Flower Boy Ramen Shop [Drama]


O dorama conta a história de Yang Eun Bi, uma ex jogadora de vôlei que deseja se tornar uma professora, e acaba conhecendo e reencontrando rapazes que vão virar sua vida de cabeça para baixo: Woo Hyeon Woo, um menino gentil e amigável; Kim Ba Wool, o adolescente rebelde e problemático;  Kang Hyeok, o homem misterioso e cheio de peculiaridades; e, por fim, o playboy Cha Chi Soo, que é egoísta e excêntrico. 
É uma história extremamente clichê, assim como seus personagens. Eles têm perfis bem definidos e até mesmo suas particularidades não fogem ao padrão: Woo Hyeon Woo é o rapaz bonzinho e que é legal com todos, mas que passa dificuldades por causa das dívidas do pai; Kim Ba Wool é valentão e barulhento, mas muito gentil e preocupado e Cha Chi Soo, embora seja completamente mimado e arrogante, é um rapaz solitário, que não teve o carinho da família e, por isso, não sabe diferenciar o certo do errado. Dentre eles, o mais particular é Kang Hyeok, que é gentil e o típico friendzone, mas é também chef, possui alguns mistérios em relação à sua família e gosta de dormir em qualquer lugar que encontra. 


Kang Hyeok e sua suposta timidez é hilária e adorável.

No entanto, nenhum desses personagens é muito bem aprofundado. A própria protagonista, Eun Bi, é rasa e sem muita lógica em suas ações. Em alguns momentos ela é extremamente ingênua e infantil; em outros é forte e decidida. Mas é feita de extremos: ou age como uma menininha de quinze anos, ou como uma velha maluca e agressiva. Nos primeiros episódios, ela é simplesmente insuportável e provavelmente fez com que muitos desistissem do dorama. Ela não age de acordo com sua idade, não corre atrás de seus sonhos e, outro clichê, não sabe escolher quem realmente ama até o último segundo. 


Alguns dos momentos mais marcantes do dorama.

O final foi extremamente decepcionante para mim, e para muitas outras pessoas. Muitos dos personagens foram simplesmente esquecidos (também no decorrer dos episódios), não tendo sequer uma única cena explicando que fim tomaram. Outros não tiveram evolução alguma, como a Cisne Branco (ou Lírio Branco), que continuou agindo exatamente do mesmo jeito, como se não tivesse aprendido nada com os acontecimentos. O relacionamento de Chi Soo e do pai também é completamente estranho, assim como o desfecho dos dois. 


Kim Ba Wool tem um sorriso lindo e covinhas irresistíveis.

Em alguns momentos, o humor presente acabou extrapolando, porque as cenas sérias são raras, o que acabou tornando a história muito "bobinha". É um festival de clichês, extremamente previsível e com muitas pontas soltas.  
O romance principal também é raso e acontece de forma súbita e sem sentido, ao invés de ser gradual e ir evoluindo. Pessoalmente achei que os protagonistas não combinavam nem tinham química alguma (tanto fisicamente, quanto em suas personalidades). É claro que eu shippei errado, como sempre, mas não pude evitar me apaixonar por Kang Hyeok. A formação do triângulo amoroso serve para enrolar a história, já que desde o primeiro episódio fica bem claro quem ela escolherá. No entanto, gostei do jogo que ela faz com os dois e dos momentos em que ela é ousada, que são também raros. 


Essa é uma das minhas cenas preferidas. Dá uma olhada nesse corpinho!

Um dos personagens que mais me irritou foi o pai de Chi Soo, que é completamente contraditório. Ao mesmo tempo em que ama o filho e quer protegê-lo a todo custo, é frio e o afasta sempre que pode. Além disso, é difícil entender como aquele homem vivia. Para que serve tanto dinheiro, quando ele apenas ficava enfurnado em casa, vendo documentários e relaxando na banheira, com as pernas para cima o dia todo? Talvez por isso ele seja tão chato. Além dele e da própria Eun Bi, que já citei antes, a Cisne Branco é a que mais me tirou do sério, com seu jeito cínico e sonso, e sua mania de querer ter todos os homens ao mesmo tempo, mas ter ciúmes quando eles faziam o mesmo. Além disso, sua voz anasalada e o rosto que me parece feito de cera particularmente me irritaram.

Cha Chi Soo sendo kawaii.

Mesmo com todas essas falhas, é um dorama extremamente divertido e que me arrancou risadas verdadeiras. É bom para se distrair e passar o tempo, ou para dar uma "limpada" nos olhos, com tantos rapazes bonitos. E, se algo se salva em toda essa história, é o romance entre Kang Dong Joo (a melhor amiga de Eun Bi) e o treinador. Dong Joo é uma das poucas personagens com profundidade, embora não seja tão explorada e os motivos para suas ações e jeito de pensar só apareçam muito no final. No entanto, quando vemos seu passado mesmo de relance, entendemos perfeitamente por que ela é como é. O romance dos dois é duradouro, maduro na medida do possível, e que foi evoluindo gradativamente, de forma delicada e divertida. 

"Que tipo de país eu salvei na minha vida passada?" Garota de sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário