Páginas

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Pretty Man [drama]


Pretty Man é um dorama mais antigo, de 2013, que estava há um bom tempo na minha lista de espera. Como já é sabido, eu amo Jang Geun Suk, não só pelo seu charme e boa aparência, mas por ele ter sido um dos primeiros atores coreanos que conheci. Por isso, nutro por ele um carinho especial e gosto bastante de suas participações televisivas, mas o que realmente me fez desenterrar esse dorama, há muito esquecido na minha gigantesca lista de espera, foi o fato de ser protagonizado também pela IU, que eu só conheci recentemente por causa de Scarlet Heart Ryeo, onde ela deu um show e conquistou meu coração. IU se tornou uma de minhas atrizes favoritas.

A vida é difícil.

A história gira em torno de Bo Tong, uma menina que não tem amigos ou namorado, pois vive no mundo da lua, sonhando com sua paixão desde a adolescência, Ma Te. Ela vive com a mãe e o irmão, e sua família tem um restaurante simples. Ela trabalha em vários empregos de meio período para juntar dinheiro e conquistar Ma Te, pois sabe que ele só se envolve com mulheres poderosas. Os dois se conheceram na adolescência, quando ele e a mãe se mudam para vizinhança. Por ser muito bonito, ele sempre chamou a atenção de todos ao seu redor e teve privilégios, mas era um rapaz marcado pela tristeza de nunca ter conhecido o pai. Depois de ter se mudado e conquistado um carro, uma casa e outros bens materiais com o dinheiro que recebia das mulheres com quem se envolvia, ele recebe a notícia da morte da mãe. Com sua morte, ela também leva consigo o código que Ma Te usaria para conhecer o seu pai. Mas a misteriosa Yu Ra diz possui-lo e se dispõe a dizê-lo, contanto que ele entre em seu jogo. É aí que Ma Te se vê envolve numa complicada trama. 

Essa expressão corresponde ao amado meme "ata".

A história é interessante e diferenciada, apesar de seguir alguns clichês, como o da menina desajeitada que faz de tudo pelo rapaz que ama, ou o do protagonista que é bonito, popular  e consegue tudo o que quer. A história principal não gira em torno do amor dos dois e de conflitos bobos, mas se trata, principalmente, de uma história sobre as relações familiares. Para chegar aonde quer, Ma Te tem que conquistar 10 mulheres e cada uma delas tem uma história diferente e o ensina uma nova lição. As últimas mulheres são uma surpresa (embora eu já soubesse desde o princípio quem seriam) e Ma Te, que conseguia tudo de mão beijada, só alcança o verdadeiro sucesso com seu próprio suor. Gosto da maneira com que a série mostra que o esforço não consiste em fazer tudo sozinho, como muitas pessoas imaginam, mas justamente em saber se aproveitar do que de melhor as pessoas têm a nos oferecer. 

Comer é a melhor maneira de afastar a tristeza.

Gosto do casal principal, embora preferisse que Bo Tong ficasse com Choi David, o terceiro elemento do triângulo amoroso. Os dois têm uma química muito boa, e Choi David é um dos meus personagens preferidos, porque é alegre e divertido, mas também carrega consigo uma tristeza muito grande. Bo Tong varia entre ser boba e submissa, e inteligente e decidida. No geral, é uma personagem carismática e de fácil identificação. Ma Te também é bem construído, com sua infantilidade e seu egoísmo, mas com um crescimento visível ao final da trajetória. Yu Ra é uma personagem enigmática, com uma história surpreendente. Mas, dentre todas as personagens, a que certamente mais surpreende e possui a maior complexidade é Na Hong, a grande vilã. 

O maior casal que você respeita.

É um dorama cheio de lições importantes e reflexões acerca da vida e das relações entre as pessoas, e possui simplesmente o melhor final de todos. Embora o romance seja meio deixado de lado e bem água com açúcar, com um beijo demoradíssimo e sem nenhuma paixão, o restante do drama compensa tudo. A conclusão é surpreendente e sensível. Recomendo a todos não apenas para se divertir muito com as muitas cenas engraçadas, mas, principalmente, se emocionar e se comover com as lições de vida que são dadas de maneira simples, descontraída e leve, mas que deixam em nós impressões muito fortes.

Hehe

Nenhum comentário:

Postar um comentário