Páginas

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Heart's Medicine [Game]


Heart's Medicine é um joguinho muito bacana, dos mesmos criadores dos jogos de Emily e Angela, mas com uma temática completamente diferente: a medicina. O jogador é responsável por guiar Alisson, uma jovem médica, em sua carreira em ascensão, mas também sua vida pessoal. Entre os desafios, é preciso cuidar de pacientes nas mais diversas áreas, e aí é que está um dos maiores diferenciais na jogabilidade em comparação com os outros jogos que citei: em Heart's Medicine existem "minijogos", e é preciso superá-los para curar o paciente, dificultando e animando um pouco mais as coisas. Obs: o jogo é disponível em diversos idiomas, inclusive o português =)

O trailer da segunda temporada. Heart's Medicine: Time to heal. 

Alisson é uma garota muito bacana, sonhadora e humilde, gentil e que se dá bem com todos (um pouco parecida com nossa querida Emily, não?). No decorrer da história, ela vai evoluindo não só na carreira, mas também em suas relações pessoais com a equipe do hospital. Questões muito interessantes são tratadas no decorrer dos níveis e, claro, o romance também está presente. O jogo é dividido em duas temporadas; a segunda delas é muito mais elaborada não só visualmente, mas também em relação à trama.

Season One
A Season One não tem o melhor dos gráficos, além de ser bem curtinha, mas é uma importante introdução para o jogo. É lá que descobrimos como Alisson decidiu se tornar médica: ao presenciar um acidente de trânsito, acaba ajudando um médico no local a socorrer e salvar uma vítima. Esse médico é John, o diretor do hospital em que Alisson será médica residente e, no futuro, trabalhará. É lá que ela passa pela supervisão dos membros da equipe do hospital e podemos conhecê-los, todos muito simpáticos, em áreas como: diagnóstico, laboratório, pediatria, cirurgia plástica e obstetrícia.

Primeira temporada. A aparência de Alisson mudou muito, não é?

Dentre as questões retratadas em cada um dos níveis, as mais interessantes são: o próprio John, que está doente, mas é orgulhoso demais para tirar uma licença, ou se deixar ser devidamente tratado, mas que, eventualmente, abre mão do orgulho para cuidar da própria saúde; o senhor que colabora nos experimentos e tem uma doença terminal, mas vive com alegria, aproveitando cada um dos seus momentos e com a certeza de uma vida plena; a criança que toma veneno para chamar a atenção dos pais divorciados, que viviam brigando em sua frente; a mãe que supostamente impunha padrões de beleza à filha, permitindo cirurgias plásticas e remédios para emagrecer, mas na verdade sequer sabia de todos esses problemas da adolescente; a paciente grávida que é operada antes da hora, mas por isso consegue salvar seu bebê, mostrando que às vezes devemos seguir nossas intuições. Além de todas essas lições, temos um rápido romance entre Alisson e Daniel, filho de John e também herdeiro do hospital, que é incrivelmente fofo, mas os dois só ficam na paquera mesmo. Também há Connor, que deve ser o personagem que menos gosto dentre todos, porque é um tanto quanto rude e grosseiro, mas justamente por ser tão diferente de Alisson, deve tê-la atraído, e os dois têm um rápido affair. Por fim, não fica claro quem é o preferido de Alisson.

Season Two
O segundo jogo é melhor que o primeiro em vários aspectos: o gráfico, a história, a trilha sonora. Agora o foco da trama é na própria personagem principal e os dilemas que a envolvem, e também os outros integrantes da equipe do hospital. Os bonequinhos ficaram extremamente fofos e alguns dos personagens tiveram mudanças em suas aparências. Os minijogos também são diferentes, embora sejam do mesmo estilo dos anteriores. Alisson continua como residente no hospital de John, mas agora muitas coisas mudaram, como a direção que foi assumida por Daniel. Também são introduzidos personagens novos e muito importantes para a trama, e somos capazes de ver outro lado dos personagens que já conhecíamos, que tem suas personalidades aprofundadas. O jogo se divide em etapas: a enfermaria, a farmácia, o pronto socorro, a fisioterapia, a radiologia e, por fim, a cirurgia. Novamente, cada uma dessas alas é supervisionada por um personagem. O jogo é mais longo, com mais níveis e alguns extras como nos jogos mais recentes da Emily.

Eu amo essas três!

Alguns pontos altos da história são os conflitos que envolvem ser um médico e levantam questões complexas: para ser um médico competente, é necessário ter uma relação distante e fria com os pacientes, ou o médico pode ter uma relação profissional, mas mais humanizada com as pessoas que cuida? Em alguns momentos Alisson me irritou profundamente, por não ter nenhum tipo de distanciamento com os seus pacientes. É interessante que ela seja tão compreensiva e preocupada, mas se envolver muito faz com que ela seja sensível demais para a profissão, que envolve acertos e erros; erros que custam vidas. Além disso, descobrimos que nem tudo o que parece é: Daniel, que no jogo anterior parece tão perfeito em tudo, aqui nos mostra que sofre como todos, e passa por um período muito sombrio; Connor, por outro lado, demonstra que não é o cara durão que já tínhamos visto, mas muito carinhoso e gentil. Sua cadelinha Princess é um amor! Confesso que Connor passou de água a vinho para mim, e aqui é um dos meus personagens favoritos. 

Você é #teamConnor ou #teamDaniel? 

Há muito drama, o que me agrada bastante, por fugir do padrão de "felizes para sempre" da maioria dos jogos. Embora as coisas deem certo no final, é preciso que muitos obstáculos sejam superados, além de perdas no meio do caminho, como na vida real. E o que mais gostei: em momentos cruciais do jogo, são mostrados espécies de "filminhos" super emocionantes e fofos. Para os mais sensíveis, é choro do começo ao fim! A segunda coisa que mais gostei foi a trilha sonora, realmente linda. E uma surpresa para os fãs da Emily: é possível jogar com ela na cantina do hospital em algumas fases bônus e matar a saudade. 
Para finalizar, algumas das músicas da trilha sonora do jogo:

Goodbye, I'll miss you


Nothing's Good Forever


Who I am